sexta-feira, 2 de maio de 2014

AEGB Sesi Clube participa de mais uma edição da Copa Sesc

Atletas do sub-12 e o Raphael Sartini, do sub-14, com o professor Reid Duarte Júnior,
momentos antes do início da solenidade de abertura da Copa Sesc.

A Associação Esportiva Goiana de Basquetebol (AEGB Sesi Clube/Teuto) participa de mais uma edição da Copa Sesc. 

Neste sábado, 3/5, às 13 horas, o adulto, formado por atletas em sua maioria de 18 e 19 anos, estréia contra a experiente e forte equipe do Soldiers/APCEF. 

No domingo, 4/5, as equipes “A” e “B” da AEGB, categorias sub-14 e sub-12 jogam, respectivamente, às 11:30 e às 14:30. 

Todos os jogos serão realizados no ginásio do Sesc Cidadania – Rua C-197, Setor Jardim América (atrás do Clube Oásis).

A AEGB, o Goiás e o Monte Cristo inscreveram equipes na categoria sub-16 anos; e a AEGB, Goiás e Universo/Jaó inscreveram times na categoria sub-18. No entanto, ainda não sabem se disputarão a Copa. O Coordenador de Esportes do Sesc-GO e a equipe organizadora da Copa ficaram de avaliar a possibilidade de autorizar as referidas categorias.

Tabela de jogos do final de semana

SÁBADO – 3 de maio/2014

JOGO
HORÁRIO
CATEGORIA
AEGB Sesi Clube X Soldiers Apcef Goiânia
13:00
Adulto
Sociedade Esportiva Ajax X HM Cartuchos
14:30
Adulto
Castro Alves X Goiás EC
16:00
Adulto
Suricates X União Basquetebol
17:30
Adulto

LOCAL: Sesc Cidadania – Rua C-197, Setor Jardim América (atrás do Clube Oásis)
Fonte: Sesc-GO


DOMINGO – 4 de maio/2014
JOGO
HORÁRIO
CATEGORIA
AEGB Sesi Clube X Ajax
08:30
Adulto
Castro’s Hotel-CENG X CENG-Arroz Cristal
10:00
Sub-14
AEGB Sesi Clube/Teuto X AEGB Sesi Clube/Teuto B
11:30
Sub-14
Clube de Engenharia X Clube de Engenharia GO
13:00
Sub-12
AEGB Sesi Clube/Teuto B X AEGB Sesi Clube/Teuto
14:30
Sub-12
Sociedade Esportiva Ajax X HM Cartuchos
14:30

HM Cartuchos X Soldiers Apcef Goiânia
16:00
Adulto
LOCAL: Sesc Cidadania – Rua C-197, Setor Jardim América (atrás do Clube Oásis)
Fonte: Sesc-GO


AEGB desfila na solenidade de abertura

A solenidade de abertura da Copa Sesc ocorreu na manhã do Dia Internacional do Trabalhador, no ginásio do Sesc Faiçalville. Atletas do sub-12 anos da AEGB, acompanhados do professor Reid Duarte Júnior, participaram pela primeira vez do evento. A bandeira da AEGB, pintada à mão pelo vice-presidente da AEGB, Paulo Caetano, foi motivo de comentários positivos, por ser artesanal e ter ficado muito bonita.



Juramento do atleta.

Atletas do sub-12 com o professor Reid Duarte Júnior.



Cerca de 10 mil pessoas participaram da solenidade. O evento reuniu jogadores e atletas das 447 equipes inscritas nas modalidades coletivas na capital goiana, além de familiares, torcida, imprensa, comerciários, diretores e profissionais do Sesc, e autoridades estaduais e municipais. O presidente da Federação do Comércio e dos Conselhos Regionais do SESC e SENAC em Goiás, José Evaristo dos Santos, o diretor regional do do SESC Goiás, Giuglio Settimi Cysneiros e o patrono da edição 2010 da Copa SESC, o conselheiro do SESC e diretor executivo do INSS, José Aparecido da Silva, além do presidente da Agel, Rui Rocha, também estiveram presentes no evento.

A solenidade foi aberta com a apresentação da Banda Marcial do Sesc Goiás, formada por alunos do Centro Educacional Sesc Cidadania, e apresentação artística Pé na bola e mão no tambor: da África ao Brasil, que aproveitou a Copa do Mundo para retratar a história e cultura da África. A atração foi desenvolvida pela professora de música Eliza Rebeca, sob a orientação da professora Cláudia do Val, do SESC Cidadania.

A abertura da Copa Sesc teve também o desfile das equipes, que coloriram o ginásio do SESC Faiçalville com as diversas cores dos uniformes dos jogadores e das faixas criativas com os nomes de cada time. A empolgação tomou conta do ginásio no momento da entrada do fogo simbólico, conduzida pela dependente de comerciário, Dona Faustina Pereira de Rodrigues, de 65 anos, praticante de atividade física desde 2004. Faustina acendeu a pira olímpica como símbolo do início dos jogos em Goiânia.

Após a solenidade, foi realizada a primeira partida do evento na modalidade futebol soçaite. A equipe AeS Máquinas Komatsu venceu o Colégio Meta Cerrado pelo placar de 6 a 4.

As competições da Copa SESC serão realizadas até o dia 29 de junho, nas cidades de Goiânia, Anápolis, Caldas Novas e Itumbiara. São esperadas cerca de 12 mil jogadores/atletas para disputar as 13 modalidades que integram o calendário de eventos. (Fonte: Sesc-GO)


ENTREVISTA EXCLUSIVA

Professor José Humberto Assunção
Coordenador de Esportes do SESC Goiás.














“A criança tem o direito de competir, mas não tem o dever de ganhar”, afirma coordenador de esporte do Sesc

Em entrevista exclusiva ao blog Cerradania, o professor José Humberto Assunção, Coordenador de Esportes do SESC Goiás fala do diferencial da 29º edição da Copa Sesc. Segundo ele, a Copa precisa ser vista como um “momento de diversão, de fortalecer os vínculos de amizade”. Para ele, é fundamental que os pais de crianças – e a torcida de modo geral – compreendam a necessidade de saber incentivar seus filhos e filhas, na vitória ou na derrota. Ele explica que a competição pode e deve ser algo saudável, jamais motivo de se cobrar além do limite. “A criança tem o direito de competir, mas não tem o dever de ganhar”.


Cerradania - Qual é o diferencial dessa 29ª Copa Sesc?

José Humberto Assunção - Avanço nos princípios e objetivos do evento. Qualquer programação do Sesc, o cunho educativo deve estar presente. Se for pra definir a Copa Sesc numa palavra só, seria “momento de diversão”. Diversão pra quem joga cinco, dez minutos, pra quem assiste também. Esse projeto visa incentivar as pessoas a adotar um estilo de vida mais saudável, combatendo o sedentarismo que é o mal do século XXI. E também fortalecer o vínculo de amizade ou criar novas amizades, isso simboliza o projeto como um todo.

Cerradania - Qual é a Importância de pais, mães e atletas entenderem como lidar com a competição (no sentido de como lidar com as disputas)?

José Humberto Assunção - A competição em si não é ruim. Ruim é o que se faz com o resultado da competição. Por isso, nas categorias até 10 anos de idade todos os participantes – como ainda não tem maturidade psicológica, motora e física – para entrar numa disputa não importa o resultado. A torcida, em todas as situações, deve aplaudir. Uma criança de 9 anos, se jogar mal em todos os lances, deve ser mesmo assim aplaudida. Pois só o fato de entrar na quadra não é fácil. E o ganhar e perder não é o mais importante. Nessa faixa etária, a criança ainda não conseguem fazem bem um passe ou determinados movimentos. Uma criança que está praticando esporte há seis meses, mora em apartamento, não pode ser comparada a outra que mora num condomínio, tem quadra e acesso a espaço esportivo. E os pais devem acima de tudo incentivar e valorizar, independente do resultado de quadra. Não estou querendo dizer que não é bom ganhar, claro que é bom, mas perder faz parte do processo. A criança tem o direito de competir, mas não tem o dever de ganhar. Mas não deve ser cobrado resultado precocemente. Devemos reconhecer e valorizar o fato de que as crianças fazem o máximo que podem, no limite delas.



Clics Cerradania
Fotos: Cláudio Marques/Arquivo AEGB





































Um comentário:

  1. Olá.

    Por aqui deixo os meus sentimentos de Amizade.

    CONVITE
    Passei por aqui lendo, e, em visita ao seu blog.
    Eu também tenho um, só que muito simples.
    Estou lhe convidando a visitar-me, e, se possível seguirmos juntos por eles, e, com eles. Sempre gostei de escrever, expor as minhas idéias e compartilhar com as pessoas, independente da classe Social, do Credo Religioso, da Opção Sexual, ou, da Etnia.
    Para mim, o que vai interessar é o nosso intercâmbio de idéias, e, de pensamentos.
    Estou lá, no meu Espaço Simplório, esperando por você.
    E, eu, já estou Seguindo o seu blog.
    Força, Paz, Amizade e Alegria
    Para você, um abraço do Brasil.
    www.josemariacosta.com

    ResponderExcluir